Conecte-se conosco

Hotelaria

Opinião de especialista: o que avaliar ao escolher os móveis para hotel, segundo Thomas Michaelis

Atualizado em 25/11/2019.

A escolha de móveis para hotel é uma das principais decisões a serem tomadas durante a reforma ou a abertura do seu estabelecimento. Por isso, ela deve ser baseada em uma estratégia que consolide a sua imagem e contribua para a fidelização dos clientes.

Muito mais do que a função decorativa, esses itens precisam ser coerentes com a estrutura projetada pelos arquitetos, de maneira a agradar e gerar bem-estar aos hóspedes durante a estadia.

Pensando em ajudar você com isso, conversamos com uma das principais autoridades do Brasil quando o assunto é arquitetura para hotelaria, para entender como escolher os móveis ideais para um hotel. Continue lendo e confira as dicas que reunimos!

Qual é a importância da escolha dos móveis para hotel?

Quando um hotel começa a ser planejado, seu gestor precisa cuidar de diversos detalhes, inclusive da escolha do mobiliário adequado. Para acertar nessa decisão estratégica, capaz de gerar valor ao negócio, é preciso avaliar a funcionalidade do ambiente, o estilo do hotel e o mercado em que ele está inserido. Assim, compõe-se um espaço ideal para seu público e seus objetivos.

Thomas Michaelis, arquiteto da Michaelis Arquitetos, ressalta que, a depender do mercado, é possível encontrar quartos de hotéis com duas ou três camas e ainda beliches. Além disso, o primeiro desenho dos móveis leva em consideração questões funcionais, e não estéticas.

Sobre as áreas sociais, ele explica:

há uma diversidade muito grande de móveis. Em áreas como a entrada, lobby, lounge e restaurante, podemos utilizar cadeiras, mesas e sofás. Atualmente, a hotelaria busca cada vez mais espaços integrados e com móveis versáteis.

A escolha do mobiliário, portanto, é mesmo decisiva para o posicionamento da marca no mercado. Deve-se analisar a qualidade do fornecedor, o estilo do móvel, a resistência, a imagem e os sentimentos que se deseja proporcionar ao cliente.

Como escolher os móveis certos para o hotel?

Com base nesses apontamentos, reunimos a algumas dicas que o ajudarão a planejar e escolher móveis para hotel sem grandes dúvidas ou problemas. Vale a pena lembrar, antes, que esse tipo de estabelecimento é dividido em áreas privativas (os quartos) e as áreas comuns. O mobiliário a ser utilizado nesses ambientes, obviamente, será diferente, mas ambos merecem atenção.

Confira a seguir, então, o que avaliar em cada um deles.

Não fuja do estilo próprio e das características do seu hotel

A escolha do mobiliário ideal deve levar em consideração o conceito do hotel — isto é, se ele tem um estilo praiano, executivo ou home office, por exemplo. Do mesmo modo, deve-se observar o perfil do público que se deseja atender. O que caracteriza a maioria das pessoas que você pretende hospedar? Qual é sua faixa etária, seu estilo de vida, seus hobbies?

Esses são fatores que não podem deixar de ser analisados, já que o estilo do móvel e o material utilizado devem harmonizar com a proposta do negócio e estar de acordo com as características dos seus hóspedes. Assim, você mostra que o hotel não só conhece seu público, mas o representa e o valoriza com um ambiente fácil de ele se identificar.

Atente na qualidade dos materiais

A qualidade do material utilizado na fabricação do mobiliário é outro aspecto indispensável para uma escolha adequada e vantajosa. Além da sua utilização cotidiana — algo natural no ramo da hotelaria —, essas peças também passarão constantemente por processos de higienização e limpeza. Logo, é importante levar em consideração a sua durabilidade e resistência, a fim de evitar reparos constantes.

Em suma, o ideal é investir sempre em materiais de altíssima qualidade, para evitar gastos desnecessários. E isso inclui até lençóis e colchões, como afirma Michaelis: “a hotelaria exige a escolha de um tecido de qualidade, que seja impermeável e que tenha um tato agradável”.

Pense nas particularidades de cada espaço

Como mencionamos, um hotel tem áreas privativas e áreas comuns, sendo que cada uma delas pede móveis com certas especificidades. Para os quartos, por exemplo, é interessante investir ainda mais nas sensações de aconchego e privacidade, com um mobiliário propício a essas experiências.

Além disso, cada “área comum” tem suas próprias particularidades. O restaurante, por exemplo, não precisa ter todos os elementos iguais aos do saguão, apesar de ainda transmitir o mesmo estilo. Por isso, é importante escolher os móveis certos para cada cômodo, com uma análise cuidadosa das necessidades particulares desses ambientes.

Ainda nesse exemplo do restaurante ou bar, você poderia harmonizar o mobiliário com o tipo de culinária a ser oferecido. Com certeza, tudo isso contribui para criar identidade e conquistar o público.

Valorize a ergonomia e o tamanho dos móveis

É essencial prestar atenção às medidas de tamanho dos móveis escolhidos, para não deixar o ambiente sobrecarregado ou dificultar a circulação de pessoas. O formato das peças também é importante nesse sentido — você pode escolhê-lo, por exemplo, de acordo com o estilo que se quer passar e as dimensões do seu espaço.

Outro aspecto determinante é a ergonomia. É isso que vai garantir o bem-estar do seu hóspede ao utilizar o móvel, permitindo-lhe relaxar, descansar ou passar um bom tempo ali, por exemplo, caso seja do seu interesse. Os acabamentos também contribuem para essa qualidade: almofadas macias e texturas variadas são ótimas para gerar aconchego.

Leve em consideração a experiência do fornecedor

Durante a escolha do fornecedor dos móveis, é preciso avaliar com atenção a credibilidade e a experiência desse parceiro no mercado, para não correr riscos no futuro. Procure empresas que, além de oferecer produtos esteticamente modernos e bonitos, invistam em qualidade. As mesas, cadeiras e camas, por exemplo, precisam ser bem estruturadas e suportar o uso por pessoas de diferentes pesos.

Em outras palavras, é necessário observar tanto questões técnicas — como qualidade, garantia oferecida e suporte, caso seja necessário realizar trocas e reparos — quanto estéticas. Além disso, é importante que o fornecedor conheça e atenda bem às suas necessidades, indo além da generalização e oferecendo produtos próprios para o seu objetivo.

Avalie a opinião de outros clientes sobre o fornecedor escolhido

A indicação é uma das maneiras mais seguras de se conhecer um possível parceiro. Então, para embasar melhor a sua decisão, é interessante buscar outros clientes do fornecedor e ouvir deles uma opinião sobre a qualidade do produto e do atendimento fornecidos.

Nesse sentido, procure depoimentos, comentários e avaliações. Converse com quem realiza um trabalho parecido com o seu e veja o que ele achou de certos fornecedores. Assim, você terá ainda mais segurança de conseguir o melhor para o seu hotel.

Valorize o produto nacional

Até pouco tempo, os arquitetos precisavam buscar referências e fornecedores no exterior para montar hotéis bonitos e funcionais por aqui. Atualmente, contudo, já existem ótimos produtos nacionais, com qualidade igualmente reconhecida.

Segundo Thomas Michaelis, os arquitetos têm procurado, de uma maneira geral, incluir mais produtos brasileiros em projetos de hotéis, pois também existem ótimos designers e fabricantes no país. Assim, além de fomentar a nossa economia, essa escolha atribui uma imagem positiva ao estabelecimento — afinal, aposta-se na valorização de um produto genuinamente brasileiro, projetado de acordo com as necessidades específicas dos nossos consumidores.

Vale a pena destacar que essa opção permite uma adaptação do móvel a depender do que for necessário. É possível, por exemplo, adquirir uma cadeira com diferentes revestimentos para dar um tom mais rústico ou praiano, dependendo da proposta do hotel.

Procure manter a identidade, mas com atributos diferentes

As grandes redes hoteleiras tinham a prática de reproduzir exatamente o mesmo design e visual em todas as suas unidades, mas isso está mudando. Atualmente, há uma tentativa de diferenciar os ambientes para que o cliente desfrute de uma experiência única, seja qual for a unidade onde ele esteja.

Portanto, ao escolher o seu mobiliário, é interessante sim manter a identidade do hotel, mas procure dispor atributos diferenciados em cada unidade, que proporcionem uma experiência singular. A ideia é fazer com que os seus hóspedes tenham expectativa quanto à estadia e sejam surpreendidos pelos detalhes, sem perder a qualidade e o aconchego esperados.

Em outras palavras, a grande variedade de móveis, tecidos e modelos disponíveis permite que a sua criatividade seja exercida, ainda que dentro de um padrão de qualidade e segurança.

Seja original

Seguindo as dicas que vimos até aqui, fica muito mais fácil acertar na escolha de móveis para hotel. Com certeza, cada um desses pontos vai ajudar você a criar o ambiente perfeito para o seu negócio — ainda assim, vale um último lembrete: não abandone a originalidade! Seguir um estilo é importante, mas isso não significa que o seu espaço não possa ser único.

Cada hotel tem sua história, sua essência e seu propósito, que dá a ele o seu diferencial. Nesse sentido, então, você pode se permitir inovar e expressar esses valores em seu mobiliário, criando uma experiência ainda mais especial.

Enfim, agora você já sabe como escolher móveis para hotel! Como vimos, além de influenciar o visual do ambiente, o mobiliário faze parte da identidade do negócio e é decisivo para que o cliente tenha uma opinião positiva sobre a sua estadia. Então, com isso em mente, aproveite as nossas dicas e acerte nas suas escolhas!

Gostou da leitura? Se está procurando peças modernas e de qualidade, não deixe de entrar em contato e conhecer os serviços da Franco Bachot! Essa pode ser uma grande parceria para o seu negócio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Hotelaria

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend