Conecte-se conosco

Gestão

Veja como desenvolver uma boa relação com fornecedores

Para que um restaurante funcione com excelência é necessário que todos os seus setores estejam em harmonia, pois um erro pode comprometer o resultado de um longo tempo de trabalho. Quando o problema é “dentro de casa”, ou seja, no próprio estabelecimento é mais fácil de ser tratado. Mas quando é externo, como no caso da relação com fornecedores, a resolução nem sempre é simples.

Manter um bom relacionamento com as empresas que fornecem seus insumos é essencial para evitar problemas e garantir o melhor atendimento para o consumidor. Por isso, vamos dar dicas importantes sobre como fazer uma gestão de fornecedores eficiente, desde a escolha dos melhores até o estabelecimento de parcerias rentáveis e duradouras. Então, acompanhe o conteúdo e boa leitura!

Qual a importância de bons fornecedores para o seu negócio?

As opções de fornecedores no mercado são muitas, assim como a probabilidade de erro na escolha. A importância de ter apenas os bons para o restaurante é tão grande que isto pode ser um fator determinante no sucesso ou fracasso do empreendimento.

Ter parcerias de excelência contribuirá de forma significativa para acelerar o crescimento do seu restaurante, mas, para isso, elas precisam apresentar mais que um bom produto. São várias as necessidades que devem ser satisfeitas para que seja criado um bom vínculo comercial e o restaurante consiga alavancar os seus resultados.

A importância também se dá na qualidade do que você entrega para os seus clientes. Caso a matéria-prima ou os produtos fornecidos não sejam satisfatórios, não será possível apresentar para o consumidor final produtos de excelência e, independentemente do seu público, isso pode gerar uma perda significativa.

O que levar em conta na hora de escolher um fornecedor?

Como a escolha do fornecedor é tão impactante para o sucesso do negócio, vamos mostrar quais são os principais critérios que ajudam a encontrar empresas sérias e responsáveis, que podem se tornar excelentes parceiras do seu estabelecimento.

Histórico da empresa e produtos oferecidos

Antes de qualquer decisão a palavra que não pode ser esquecida é pesquisa. É necessário conhecer com o máximo de detalhes a empresa fornecedora. Inclusive, é importante verificar se ela cumpre todas as exigências legais. Analise também as instalações, material, licenças, origem e procedência da matéria-prima. Estes são cuidados essenciais antes de qualquer outra iniciativa.

Preço e qualidade

É de suma importância encontrar o equilíbrio entre preço e qualidade. Não basta ter o melhor produto se o seu público não tiver esse perfil de consumo. Isso pode impedir a prática de um preço competitivo e o negócio pode perder a rentabilidade. Ao mesmo tempo, não basta apresentar o menor preço e oferecer produtos de baixa qualidade. Eles não atenderão às necessidades dos clientes e afetarão as vendas da mesma forma. Portanto, é fundamental entender a demanda da clientela e buscar a melhor alternativa dentro desses limites.

Capacidade de produção

O seu fornecedor está preparado para atender o volume da sua demanda? Se o cliente for ao seu restaurante e não encontrar o produto que deseja, ele provavelmente não voltará outro dia para tentar de novo. Em vez disso, ele irá para um concorrente e pode nunca mais voltar. Então, tenha certeza de que o fornecedor escolhido não lhe deixará na mão e previna-se sempre com alguma alternativa.

Tempo de entrega e localização

Quanto mais perto o fornecedor e mais rápida a entrega, melhor. Esse conjunto garante mais economia, pois ele terá um menor custo de transporte, que é um dos mais impactantes na composição dos preços. Além do mais, esse é um fator crucial para demandas urgentes. Imagine que, de repente, surja uma oportunidade de atender a um grupo grande de pessoas de última hora? Com os fornecedores certos, você terá tudo à mão e todos saem ganhando.

Como manter um bom relacionamento com os fornecedores?

Este é um ponto crucial e um dos mais difíceis para os donos de restaurantes. Depois de todo o processo de escolha e contratação, tudo parece se encaminhar de forma favorável, até que divergências aconteçam e a falta de uma boa relação com fornecedores acabe com todo planejamento empresarial.

Nem todos os empresários conseguem fazer com que essa relação seja sempre feliz e amigável. Porém, esse ponto é essencial para garantir bons resultados para o negócio e a dissolução de uma parceria pode causar consequências catastróficas. Então, o melhor é aprender a lidar melhor com eles e evitar que a situação se agrave.

Para isso, algumas atitudes funcionam muito bem. Elas previnem problemas e ajudam a tornar a relação entre a sua empresa e os fornecedores muito mais agradável e rentável para ambos. Veja quais são elas a seguir.

Seja objetivo e direto já no primeiro contato

Antes mesmo de fechar um acordo ou assinar um contrato é possível implantar algumas ações que garantam uma parceria melhor. A primeira delas é ser objetivo e direto desde o primeiro contato. O uso de “floreios”, mesmo que a intenção seja boa, prejudica a efetividade da comunicação.

Sendo assim, use termos diretos, seja claro no que deseja e vá direto ao ponto. Cuidado para não ser grosseiro ou mal-educado. Por exemplo, se você tem um restaurante de cozinha contemporânea e está em busca de um fornecedor de hortaliças orgânicas, ao conversar com os produtores pergunte sobre o processo de plantio e uso de produtos químicos. Se não for o que esperava, agradeça e dispense, sem tentar “dar um jeitinho”.

Mantenha uma relação sincera e honesta

Um dos principais motivos de discórdia em qualquer tipo de relação, seja comercial ou pessoal, é a mentira. Ela é uma prática que deve ser totalmente banida da empresa, pois pode provocar sérios danos às relações com os fornecedores e clientes. Mesmo assim, muitos empresários ainda acabam fazendo, até sem perceber, e isso pode causar insatisfação ao cliente.

Sabe quando o fornecedor entrega uma mercadoria que não estava assim tão boa e você não diz nada? Ele entenderá que aquele tipo de produto atende às suas necessidades perfeitamente e esse será o padrão de qualidade que passará a ser seguido. Então, se algo não está conforme a sua expectativa, diga. Da mesma forma, se ocorrer algum problema e for preciso atrasar um pagamento, informe com a máxima antecedência possível. Assim ele terá tempo para se organizar e lidar com a situação.

Exponha suas expectativas e cautelas

Um dos pontos de grande decepção na relação entre empresa e fornecedor é quando uma das partes não atende às expectativas. Porém, o principal erro nisso é que elas não estão claras para ambos os lados. Logo, sem saber ao certo o que é esperado, não há como acertar, não é mesmo?

Dessa forma, é essencial fazer um alinhamento antes do início da parceria. Cada lado precisa expor suas necessidades e preocupações para que tudo seja feito da melhor forma possível. Imagine que você está em busca de novos jogos de mesas para seu restaurante, mas não informa que precisa de um espaço maior de circulação no salão. O fornecedor pode entregar móveis que caibam perfeitamente, mas que não atendam totalmente ao esperado.

Defina em conjunto os critérios de qualidade

Ainda relacionado à expectativa, é importante fazer uma definição conjunta dos critérios de qualidade que devem ser cumpridos. Quem conhece o público que atende, bem como as suas preferências e necessidades, é você e não o fornecedor. Portanto, é preciso deixar bem claro qual é o padrão mínimo esperado na entrega dos produtos.

Logicamente, qualquer relacionamento só pode dar certo se ambas as partes se esforçarem para isso. Então, o ideal é estabelecer indicadores para ambos a fim de que cada um saiba exatamente o que precisa cumprir. Isso garante mais transparência na relação e reduz os atritos gerados por falhas na comunicação.

Fique atento às condições estabelecidas

Outro ponto que gera divergência em uma relação comercial são as chamadas “letras miúdas” dos contratos. São aquelas cláusulas que as pessoas acabam não se atentando e que, em um momento de exceção ou necessidade, são pegas de surpresa.

Por esse motivo, ambas as partes devem prestar bastante atenção às condições do contrato principalmente no que tange às desistências, devoluções, aos atrasos e à falta de pagamento. Afinal, todas essas situações não são esperadas no momento do acordo, mas elas podem acontecer a qualquer momento, por inúmeros motivos e não é bom ter surpresas desagradáveis nesses momentos.

Mostre a importância da parceria em todo processo

Um contrato com um fornecedor deve ser uma relação “ganha-ganha”. Ou seja, ambas as partes devem se sentir em vantagem com a parceria. Por isso, é fundamental mostrar aos fornecedores o quão importantes eles são para o seu negócio e, acima de tudo, qual é o impacto que o trabalho deles causa nos seus resultados.

Com isso, eles se sentem parte do negócio e se empenharão ainda mais para o seu sucesso. Imagine que você tenha um restaurante japonês e seus clientes afirmem que seu diferencial é o peixe estar sempre fresco. Seu parceiro que faz essas entregas precisa saber disso para se manter motivado em trazer sempre os peixes mais frescos e de qualidade.

Valorize o fornecedor

Por fim, essa dica funciona como um bônus. A valorização do fornecedor é algo que vai além do básico em uma relação de parceria. Ela faz com que ele seja colocado em evidência na associação que o cliente faz a respeito da qualidade dos produtos, serviços e atendimento proporcionados.

Por exemplo, se você tem um restaurante que atende um público de alto padrão, eles tendem a gostar de saber quem são os responsáveis pela decoração, quem é o chefe e, em determinados casos, qual é a procedência dos alimentos utilizados nas receitas. Com isso, o nome dos principais fornecedores pode aparecer como um diferencial, valorizando-os e atribuindo os devidos créditos.

Por que é necessário ter mais de um fornecedor?

Ter apenas um fornecedor contribui muito no quesito relacionamento, mas traz consigo muitos outros riscos também, como um acidente que impossibilite a entrega, aumento de preço, falência, mudança de estratégia da empresa, etc.

Não existe uma fórmula mágica para determinar a melhor quantidade de fornecedores; na verdade cada empresa tem necessidades totalmente diferentes, mas alguns fatores devem ser considerados, como veremos adiante.

Garantia de independência

A primeira e mais importante é a “não dependência”. Com o tempo, e às vezes sem perceber, o estabelecimento pode se tornar “refém” do seu fornecedor. Sem uma saída estratégica e sem plano B, o gestor acaba caindo na comodidade e aceitando um trabalho “normal” oferecido pelo fornecedor.

Melhor preparação diante de imprevistos

Outro benefício de se ter mais de um fornecedor é estar preparado para os imprevistos. Para que o restaurante funcione é preciso um fluxo ininterrupto de produtos e serviços ao longo da cadeia de suprimentos; porém se ele for interrompido por algum motivo, e não exista uma segunda opção, o restaurante pode não funcionar.

É preciso limitar a quantidade de fornecedores?

No tópico anterior, falamos sobre a importância de não fica preso a apenas um fornecedor; contudo ter fornecedores demais também é prejudicial para a gestão do negócio. Afinal, cada fornecedor representa condições comerciais diferentes, o que envolve prazo de pagamento, preços, devoluções, ações de marketing, entre outros.

Existe ainda a complexidade operacional, maior dificuldade para controlar as datas de validade, maior número de notas para dar entrada e mais pessoas para contatar em caso de problemas. Então, tenha mais de uma opção, mas limite-as para facilitar o dia a dia da sua equipe, principalmente a administrativa.

Como vimos, manter uma boa relação com fornecedores é fundamental para garantir o sucesso do negócio. Além de conseguir melhores preços e qualidade dos produtos, essa prática ajuda a estabelecer parcerias importantes que fazem o estabelecimento crescer e se destacar no mercado. Então, se você está em busca de novos fornecedores ou tem enfrentado problemas com os atuais, siga estas dicas e veja como elas mudarão os rumos do seu estabelecimento.

Gostou deste artigo? Ele foi elaborado para ajudar empresários como você a manter a empresa sempre competitiva e atraente para os clientes. Quer um bom fornecedor para o mobiliário do seu restaurante? Entre em contato com a Franco Bachot e conheça o portfólio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Gestão

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend