Conecte-se conosco

Decoração

Arquiteto para restaurante: entenda como contratar

Você sabia que o layout e o conforto são fatores determinantes para o sucesso de um restaurante? Foi o que revelou esta pesquisa, feita pelo Sebrae. Por isso, contratar um arquiteto para restaurante é essencial para criar uma atmosfera acolhedora e encantar os clientes.

Mas se engana quem pensa que a presença do profissional de arquitetura vai gerar custos extras para o negócio. Além de garantir um ambiente bonito e funcional, o arquiteto é responsável também pelo projeto elétrico e hidráulico, definindo a melhor disposição da cozinha, a localização de balcões e mesas — enfim, tornando o local eficiente.

Então, você está abrindo um restaurante e não sabe como escolher o melhor profissional? A seguir, você verá uma série de dicas para não errar na decisão! Continue lendo:

Tenha um orçamento bem definido

O primeiro passo é fazer um planejamento financeiro para definir quanto você pode investir na obra. Nesse sentido, o ideal é manter o pé no chão e ser realista — mas isso não significa que você não deva investir na qualidade! É apenas uma orientação para manter o orçamento sob controle.

Lembre-se também de adicionar um fundo de emergência na hora de precificar a construção. Surpresas em obras são mais comuns do que parecem, e não há como fugir disso. Então, é melhor separar um valor para eventualidades do que se endividar para conseguir finalizar o trabalho.   

Depois disso, a presença de um arquiteto vai lhe ajudar a concretizar o conceito do restaurante. Ele é especialista em definir espaços, cores, iluminação, estilos e materiais para dar identidade ao local, além de proporcionar comodidade e conforto aos clientes.

O valor destinado aos móveis, por exemplo, deve ser baseado na durabilidade. Por isso, nem sempre o mais barato é a melhor opção. Faça escolhas inteligentes!

Antes de procurar o melhor profissional para executar o trabalho, contudo, estude sobre o assunto. Com certeza, você conseguirá tomar melhores decisões se estiver bem informado sobre o serviço que está contratando.

Conheça o portfólio do arquiteto para restaurante

A procura deve começar por escritórios especialistas em projetos para restaurantes. Isso porque eles têm a expertise necessária para desenvolver um bom trabalho na cozinha e no salão.

Cozinhas de restaurante têm suas particularidades, logo, é essencial que o responsável pelo projeto tenha conhecimentos sobre os equipamentos indispensáveis, normas de segurança e da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), por exemplo.

Assim, peça o material ao arquiteto e analise tudo com muito cuidado. Observe, inclusive, se ele já executou algum projeto próximo ao que você deseja — afinal, a experiência é necessária para que o trabalho flua com mais rapidez e qualidade.

Por outro lado, lembre-se de que o portfólio é apenas um recorte dos melhores trabalhos do profissional, por isso, não decida por impulso. Cada detalhe conta: desconfie se o dossiê tiver erros de português, ou se conteúdo for muito extenso e confuso.

Visite alguns projetos feitos pelo profissional

Considerar o portfólio é apenas o início. Para ter certeza de que você está escolhendo o profissional ideal, é essencial visitar alguns exemplos práticos do seu trabalho. Assim, peça ao arquiteto para levar você em estabelecimentos projetados por ele, que já estão finalizados.

Use essa visita para observar o estilo do profissional e pondere se ele é adequado ao seu negócio. Olhe tudo com muita atenção: decoração, iluminação, mobiliário, climatização do ambiente — enfim, se atente aos detalhes. Lembre-se de que o sucesso do seu restaurante depende de um espaço confortável e aconchegante, e tudo isso é de responsabilidade do arquiteto.

Além disso, não tenha vergonha de perguntar nada. Sempre que surgir alguma dúvida, peça esclarecimentos. Nesse momento, você pode até dar algumas ideias sobre o que deseja e observar a desenvoltura do profissional ao lhe responder.

Aliás, o arquiteto também pode ajudar na escolha do ponto. Afinal, a tarefa exige um estudo de viabilidade que envolve a localização e o imóvel em si. O ponto pode ser ótimo, mas a construção ou o prédio inviabilizar o projeto, bem como o inverso: o imóvel ser excelente, mas o ponto, ruim.

É importante, inclusive, observar se existe estacionamento e se a fachada possui uma boa visibilidade.

Peça referências

Depois da visita, ligue para alguns clientes e peça suas opiniões. Pergunte sobre como é trabalhar com aquele profissional, se ele cumpre os prazos e sobre a qualidade do produto entregue. Afinal de contas, você não quer desperdiçar o seu dinheiro com falsas promessas, certo?

Peça indicações de amigos também. Por exemplo: algum conhecido seu construiu ou reformou um restaurante há pouco tempo? Peça-lhe o contato do responsável! Ao conhecer clientes satisfeitos, você pode ficar mais seguro sobre as habilidades do profissional.

Outra opção é buscar os arquitetos responsáveis pelos ambientes que são referências para você. Existe algum restaurante self-service lindo que você visitou recentemente? Ligue para o estabelecimento e pergunte sobre o profissional que elaborou o projeto!

Mais uma excelente forma de procurar referências é pela internet. Insira o nome do arquiteto em algum mecanismo de busca e confira as informações que são fornecidas. Você pode encontrar elogios e críticas de clientes anteriores. É possível até checar as avaliações disponíveis nas redes sociais do especialista.

Consulte ainda se o profissional está registrado no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). Essa é uma garantia adicional de que você está contratando alguém qualificado para exercer um bom trabalho no seu estabelecimento.

Elabore um contrato

Finalmente, depois de tomar a sua decisão, faça um documento para formalizar o que foi acordado com o arquiteto. Certifique-se de que tudo fique registrado no papel: o contrato é essencial para segurança das duas partes.

Esse registro precisa contemplar todos os custos do projeto e detalhar item por item: dimensões do imóvel, capacidade do salão, custos, materiais, suas expectativas, entre outros.

Isso é fundamental para que não surjam incidentes ou o arquiteto comece a cobrar valores extras por tarefas que já estavam previstas no orçamento. Além disso, a orientação também para que o contratante não reivindique novos elementos de forma indevida.

Enfim, como vimos, o arquiteto é o responsável por garantir um ambiente prático e confortável para o bem-estar dos seus clientes. Por isso, seja exigente e cauteloso na hora de contratar o profissional mais adequado!

Não se esqueça de definir um orçamento, analisar o portfólio do especialista, visitar projetos, pedir referências e elaborar um contrato preciso com o arquiteto para restaurante. Tudo isso vai garantir resultados positivos para o negócio.

Então, gostou deste post? Agora, que tal aproveitar para se aprofundar um pouco mais? Confira também como fazer o planejamento financeiro de um restaurante!

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: 6 dicas práticas para tornar seu restaurante mais atrativo – Blog Servir com Requinte | Franco Bachot Móveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Decoração

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend