Conecte-se conosco

Gestão

Um passo a passo para definir o planejamento financeiro de um restaurante

Você está sempre preocupado com a rotina do seu negócio, o vai e vem de clientes, qualidade dos alimentos, além da sofisticação e durabilidade dos móveis. Todos esses aspectos são relevantes, mas, sem um planejamento financeiro para o restaurante, será mais difícil alcançar o sucesso.

Esse é um critério indispensável para quem deseja se destacar nesse mercado, que é altamente concorrido. Além disso, é o que assegurará o retorno do investimento realizado, seja em curto, seja em longo prazo.

A dúvida é: como se planejar financeiramente e fazer com que a sua empresa alcance os objetivos traçados? Neste post, vamos ajudá-lo de maneira prática e rápida para você saber como elaborar e executar esse instrumento. Acompanhe!

O que é o planejamento financeiro para restaurante?

Essa é uma ferramenta indispensável para os empreendedores que desejam atuar de forma estratégica. A ideia é compreender o cenário atual do negócio, avaliar os caminhos que podem ser adotados e o que será necessário para alcançar os objetivos esperados, inclusive os recursos de que se precisa dispor.

A partir do planejamento financeiro, você pode organizar as diretrizes necessárias para o crescimento sustentável do restaurante. A receita é gerida com maior eficácia e é possível se programar para pagar as despesas mensais e impostos. Ao mesmo tempo, fica fácil analisar quais gastos podem ser diminuídos ou eliminados.

O resultado é que você conseguirá entender melhor as entradas e saídas e poderá fazer previsões para os próximos meses. Com isso, terá um planejamento melhor de investimentos para ampliar seu restaurante e aumentar a atração de clientes.

Como elaborar e executar o planejamento financeiro?

A resposta para essa pergunta passa por algumas variáveis:

Mantenha um fluxo de caixa

Esse é o instrumento primordial para controlar as entradas e saídas. Por isso, deve ser atualizado constantemente em uma planilha financeira ou software de gestão. O monitoramento deve ser diário para fazer a comparação com o fechamento de caixa no final do dia.

É a partir dessa prática que se pode identificar erros ou irregularidades. As divergências encontradas devem ser verificadas imediatamente pela conferência de todos os documentos e lançamentos realizados.

Lembre-se de acompanhar as finanças e garantir que o fluxo de caixa se refira somente às despesas do restaurante — em outras palavras, nunca misture os gastos pessoais. Faça uma retirada mensal compatível com o lucro e tenha certeza de que as despesas serão pagas.

Controle as finanças mensalmente

O empreendedor deve contar com a ajuda do contador para apurar o lucro líquido do restaurante, isto é, o valor efetivamente ganho depois de descontados os gastos. Nesse processo, vale a pena avaliar os custos variáveis — que mudam conforme as vendas — e fixos — que precisam ser pagos mensalmente.

Um exemplo de custo fixo é o pagamento da folha salarial. Já os variáveis podem ser a compra de alimentos, que mudam conforme a demanda. Por isso, tenha em mente que os custos fixos devem permanecer no patamar mais baixo possível, para evitar despesas excessivas e o consequente endividamento em um período de queda nas vendas. Além disso, faça o fechamento mensal no dia seguinte ao término do mês corrente para elevar o controle.

Elabore um orçamento

O fluxo de caixa e o acompanhamento mensal facilitam esse processo, porque você já consegue avaliar o comportamento do negócio de acordo com dados históricos do restaurante. No entanto, é possível elaborar o orçamento mesmo sem contar com essas informações.

Como fazer isso? A primeira atitude é listar todas as receitas e despesas já previstas para os próximos meses. Insira as datas de vencimento e os valores de cada conta a receber ou a pagar. Mantenha esses dados atualizados sempre que a fatura for quitada ou quando a quantia entrar em caixa.

Em seguida, monte um fluxo financeiro a partir da leitura dos itens cadastrados mensalmente. Você pode fazer a separação em previsto e realizado. Alimente esse instrumento todos os dias, uma vez por semana ou ao mês. Com essa atitude, você conseguirá analisar se o negócio é flexível diante de diferentes cenários de custos e receitas e também poderá avaliar os gastos com insumos para fazer um planejamento apropriado para o futuro.

Elabore diferentes cenários

Uma das funções do planejamento financeiro para restaurantes é permitir que você se prepare para diversos contextos que podem surgir. Há três que devem ser considerados:

  • sobrevivência: o empreendedor prioriza o pagamento do que é indispensável ao funcionamento, como a folha de pagamento dos colaboradores, compra de alimentos, contas de luz e água etc.;
  • ideal: nesse momento, já existe um fôlego financeiro. É possível investir para fazer o restaurante crescer, por exemplo, por meio da aquisição de novos equipamentos, compra de móveis para o conforto dos clientes e mais;
  • paraíso: esse é o período em que você paga as contas, faz investimentos e ainda sobra dinheiro. Chega o momento de melhorar o conforto e a estabilidade pessoal e do negócio.

Observe que é necessário estabelecer um valor para cada cenário. Para a sobrevivência, você deve usar a previsão de contas a pagar. A partir dessa quantia, é possível determinar as próximas.

Assegure a precisão dos dados

Um dos problemas dos empreendedores é fazer o controle dos dados de maneira aleatória, sem se certificarem de que eles são condizentes com o cenário real. É importante fazer esse monitoramento e, em caso de dúvida, entrar em contato com o seu contador.

Mais do que a exigência da legislação fiscal, a contabilidade oficial ajuda a manter a rigorosidade no controle financeiro. Assim, você pode obter vários indicadores sobre o seu restaurante, como a lucratividade. A consequência é a tomada de decisões mais acertada sobre futuros investimentos.

Tenha um plano de emergência

O segmento alimentício sofre variações na demanda e é fundamental que o empreendedor tenha um plano de emergência para esses períodos. O ideal é ter uma reserva, ou seja, capital de giro.

Se não for possível, analise antecipadamente quais são as prioridades e as ações importantes que devem ser tomadas nesses casos. É indicado conversar com a equipe, porque várias ideias podem surgir. Nesse processo, inclua o corte de gastos, parcelamento de dívidas, negociações de pagamentos, adiantamentos e qualquer outro aspecto relevante.

Seguindo essas dicas, o planejamento financeiro para restaurante se torna uma ferramenta muito útil e bastante estratégica. Você conseguirá definir metas e objetivos a serem alcançados, além de evitar uma crise.

Então, que tal começar a elaborar essa ferramenta agora mesmo? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e ajude outros empreendedores a controlarem suas finanças!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Gestão

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Aviso: Nós da Franco Bachot utilizamos de cookies com ferramentas do Google e Facebook para verificar informações e melhorar a experiência de nossos clientes para oferecer melhores produtos e serviços.
Send this to a friend