Conecte-se conosco

Gestão

Quais os principais custos para abrir uma franquia?

Abrir uma franquia pode ser uma ótima opção para investir em um negócio próprio, lucrativo e com nome já consolidado no mercado. No entanto, apostar nessa alternativa requer que o investidor arque com alguns custos importantes e comuns a praticamente todos os casos, independente do ramo do empreendimento.

Existe uma série de exigências e taxas relativas à abertura de franquias que precisa ser considerada. Por isso, separamos as principais para que você saiba o que será necessário nessa jornada, sem ter imprevistos. Vamos conferir?

Taxa de franquia

A taxa de franquia pode ser equiparada a uma entrada paga para que o franqueado possa começar a exercer as suas atividades como participante de determinada rede, utilizando sua marca. Além disso, é um custo assumido pela transferência know-how do franqueador, que já possui certo conhecimento de mercado.

O valor da taxa é considerado de formas distintas de acordo com cada franquia. Algumas consideram cobrir os custos de treinamento com essa “entrada”, por exemplo. Outras incluem esse valor como o preço pelo serviço de apoio para a implantação da unidade.

Em geral, a taxa é paga inicialmente no momento de assinar o contrato e depois, periodicamente, ao renovar o contrato. 

Estoque inicial

É bastante comum que as franqueadoras deem suporte para a montagem do estoque inicial das novas unidades, fornecendo uma relação dos produtos necessários, embalagens e matéria-prima, quando for o caso.

Por possuir mais experiência e conhecimento de mercado, ao abrir uma nova franquia, as franqueadoras também informam o volume necessário de cada item, além de uma estimativa com o valor que será gasto na primeira compra. Em alguns casos, é provável que a rede também possua uma relação com os fornecedores credenciados.

No entanto, para que não sejam realizadas aquisições excessivas, é importante fazer uma pesquisa sobre o mercado local e estimar o potencial de vendas do negócio. Assim, a franquia não corre o risco de manter estoques mais altos que o necessário, nem de ficar sem mercadorias.

Se consideradas as franquias de serviços, não existem custos com estoque inicial. Apenas são contabilizados os valores que serão gastos com a aquisição de ferramentas e equipamentos necessários para realizar as atividades.

Ponto comercial

Exceto por algumas opções de franquias do setor de serviços, será preciso selecionar um espaço físico para realizar o atendimento aos clientes — o ponto comercial. Esse fator é ainda mais importante no caso de restaurantes, bares e lanchonetes.

Para isso, é muito importante que o local da loja física seja escolhido estrategicamente, em um lugar com grande circulação de pessoas e próximo a outros estabelecimentos que estimulem o consumo na franquia.

Esse é um dos custos mais altos para quem pretende abrir uma franquia. Além disso, a compra do ponto comercial diz respeito apenas ao direito de utilização de um espaço durante a vigência estabelecida no contrato. Ainda será preciso arcar com o valor do aluguel.

É importante se manter atento a tudo o que consta no contrato. Em geral, existem duas formas mais utilizadas de acordar o aluguel:

  1. a partir de um valor fixo estabelecido mensalmente;
  2. por meio de um percentual sobre o faturamento bruto mensal, a partir de um valor mínimo.

Outros custos que podem, eventualmente, constar no contrato são:

  • cobrança de 13º aluguel;
  • penalizações em caso de rescisão antecipada;
  • seguros contra incêndio e avarias.

Além disso, existem os custos comuns a qualquer local, tais como IPTU, água, energia, telefone, licenças, etc. Todos esses custos dizem respeito ao ponto comercial da franquia.

Mobiliário, equipamentos e reforma

Para além dos custos citados anteriormente, existem outros relativos à montagem da loja propriamente dita, que envolvem os móveis, as ferramentas de trabalho e a reforma do local. Fora isso, algumas marcas podem exigir a troca periódica de equipamentos, softwares, uniformes e layout de suas lojas.

Todos esses investimentos são necessários em função das regras estabelecidas pela marca para que todas as unidades da franquia sejam padronizadas, tanto em termos estéticos como de qualidade.

Equipe

Os custos com a contratação de pessoal também devem ser levados em consideração ao abrir uma franquia. Para que os padrões de qualidade referentes ao atendimento sejam atingidos, é necessário investir em um bom processo seletivo para contratar pessoal qualificado.

Depois de constituída a equipe de trabalho, é interessante incluir no orçamento inicial as despesas com treinamento e capacitação. Geralmente, quem fornece os treinamentos é a franqueadora, porém, os custos com transporte, hospedagem e alimentação da equipe, são de responsabilidade da empresa!

Mas não é só a equipe de trabalho que gera custos. Alguns profissionais serão eventualmente importantes para tratar de demandas específicas, especialmente na abertura do negócio. Logo, é preciso contabilizar os honorários com:

  • serviços de contabilidade;
  • escritório de advocacia;
  • manutenção de equipamentos;
  • segurança privada;
  • serviços de entrega;
  • serviços de limpeza.

Taxas e impostos

Ao falar dos custos para abrir uma franquia, é impossível deixar de falar das taxas e impostos. Infelizmente, a carga tributária do Brasil é bastante onerosa. Por isso, a depender do enquadramento tributário da franquia, seus impostos incidem de maneiras diferentes.

Hoje existem três enquadramentos possíveis:

  • regime simples — o recolhimento é simplificado e a carga tributária, menor. Para ter esse enquadramento aprovado, é necessário que a franquia fature até R$3,6 milhões ao ano. Incidem sobre esse enquadramento o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou o Imposto sobre Serviços (ISS), a depender da atividade da empresa;
  • regime de lucro real — algumas empresas necessitam, obrigatoriamente, optar por esse regime em função da sua atividade (tal como factorings e instituições financeiras). Além disso, também se enquadram as franquias que faturam mais de R$48 milhões brutos por ano;
  • regime de lucro presumido — esse enquadramento pode ser uma opção para quem não se enquadra no lucro real. Ele é calculado a partir de uma base pré-fixada (8% para comércio e 32% para prestação de serviços).

Tanto no lucro real quanto no presumido são recolhidos impostos como: 

  • Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição para Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Para chegar a um valor total aproximado sobre os impostos, basta realizar uma estimativa de vendas e solicitar que o contador calcule uma previsão dos custos.

Chegou a hora para abrir uma franquia

Sendo assim, é importante ter em mente que cada rede de franquias e cada tipo de atividade envolvem custos distintos, desde o que diz respeito às taxas até ao próprio padrão comercial exigido pela marca.

Por isso, é impossível fixar uma estimativa do total de custos sem conhecer as opções. Nesse caso, é essencial saber quais são as suas habilidades e aspirações pessoais, fazer uma vasta pesquisa sobre as opções existentes no mercado, estudar a realidade local e iniciar os cálculos dos custos citados acima.

Não se esqueça que, além do valor investido inicialmente, é preciso reservar determinada quantia em dinheiro para cobrir as necessidades iniciais do negócio, tal como o capital de giro.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de todas as nossas novidades, assine nossa newsletter e receba tudo diretamente no seu e-mail!

Baixe o e-Book grátis!

2 Comentários

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Gestão

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend