Conecte-se conosco

Gestão

Gestão de estoque: saiba como fazer e quais são os cuidados necessários

A gestão de estoque é necessária para manter o controle sobre a entrada e saída de produtos de uma empresa. Para isso, é preciso ter conhecimento e fazer a separação dos produtos por validade, peso, quantidade, valor, matéria-prima, fornecedor etc.

Em pequenos negócios, a gestão de estoque manual e bem calculada é suficiente para atender à demanda do empreendimento. Em organizações maiores, as operações são mais complexas, e se faz necessário seguir vários procedimentos para garantir a qualidade e eficácia.

Se você tem um restaurante, uma coisa é certa: é preciso saber gerir o seu estoque. Quer entender como e quais cuidados tomar? Foi para isso que elaboramos este artigo. Confira!

Para que serve a gestão de estoque?

Antes das dicas, é preciso entender para que serve a gestão de estoque. É o meio pelo qual se controla todos os aspectos dos produtos, desde a entrada e saída até as condições, localizações e movimentações.

Tal atividade permite identificar e separar com maior facilidade as mercadorias que estão próximas do vencimento, com estoque elevado ou baixo, que estão há muito tempo paradas ou que possuem custo elevado.

Quando bem aplicada, a gestão de estoque evita perdas e desperdícios, minimiza o investimento em estoque e aumenta a disponibilidade de produtos e recursos.

Confira agora algumas dicas de como fazer uma gestão de estoque eficiente!

Compre de fornecedores confiáveis

Essa dica parece óbvia, mas nem sempre é seguida no dia a dia pelos gestores.

Geralmente, o produto é comprado diretamente dos fabricantes (processo mais barato) ou de terceiros, que podem ser fornecedores ou supermercados atacadistas.

Mas você conhece bem o fabricante ou fornecedor da mercadoria que está comprando? Eles são reconhecidos por sua qualidade ou já tiveram problemas com órgãos fiscalizadores?

Por mais que os preços sejam baixos, será que vale a pena comprar de um fornecedor com um histórico duvidoso e colocar em risco a reputação de sua marca considerando apenas o preço? Certamente não.

Uma gestão de estoque eficiente começa com a escolha certa dos fornecedores. Além do preço, é preciso analisar o histórico, certificações, limpeza e capacidade de produção. É preciso ter certeza que está adquirindo mercadorias de qualidade, o que tornará mais fácil o controle de gestão em longo prazo.

Tenha uma liderança

Dependendo do tamanho do seu negócio, da quantidade de itens, do valor dos produtos, das diferenças entre temperaturas e diversas outras variáveis, gerir o estoque pode se tornar complexo.

Designar um líder para cuidar do estoque é uma boa alternativa para manter o controle. Esse supervisor ficará responsável por acompanhar e reportar os resultados obtidos.

Sendo a referência da área — tanto para os outros colaboradores, quanto para os gestores —, o líder ficará responsável em tirar dúvidas e fornecerá as informações necessárias para tomada de decisões, como o que e quando comprar.

Controle a movimentação dos produtos

Cada movimentação ou alteração do produto deve ser rigorosamente registrada. Isso significa entrada, saída, em análise, bloqueado, impróprio etc.

O registro é importante para garantir que o setor de compras seja eficiente em suas tarefas, bem como identificar produtos críticos, seja por falta de estoque, por estar há muito tempo parado, por estar próximo do vencimento ou porque venceu ou teve problemas de qualidade repetidas vezes.

O controle da movimentação também facilita a identificação e previne furtos.

Realize inventários periódicos

O inventário é a atividade que confronta a quantidade real versus a quantidade do sistema ou planilha.

Além de manter as informações corretas e atualizadas, também ajuda na compreensão do giro dos produtos em estoque — mostrando, inclusive, quais mercadorias estão obsoletas e devem ser descontinuadas.

Integre o setor com outras áreas da empresa

Integrar a gestão de estoque com outras áreas é essencial para a organização melhorar o resultado. O setor de compras pode verificar os itens que estão com estoque elevado e reduzir ou até mesmo deixar de comprar determinado produto.

O setor de marketing pode fazer uma campanha para “escoar” os produtos que estão parados há muito tempo no estoque, ou cuja validade já está se aproximando do vencimento.

A relação deve ser uniforme, já que as outras áreas também podem contribuir com os números de demanda e repassar informações importantes a respeito de recebimentos de novos produtos.

Use a tecnologia

Embora seja possível, realizar o controle do estoque manualmente é muito arriscado e trabalhoso. Para uma gestão eficiente, é preciso utilizar a tecnologia.

Existem softwares que atendem a todos os tamanhos e necessidades, e vários deles oferecem algumas funções gratuitamente, o que é ideal para pequenos empreendedores.

Além de facilitar o controle, o software fornece mais segurança, agilidade no processo, integração com outras áreas e gestão por meio de indicadores ou relatórios.

Gestão de estoque em restaurantes

O estoque pode ser considerado o coração do restaurante, pois é ali que se recebe o produto na forma bruta. Também é ali que acontece a limpeza e separação dos itens que, em seguida, são distribuídos para as outras áreas do estabelecimento, como cozinha e salão.

Se o controle de estoque não recebe a devida importância, o restaurante começa a perder mercadorias, abrindo as portas para furtos, extravios, vencimentos ou perda de qualidade — o que gera prejuízo financeiro.

Confira agora alguns cuidados especiais no controle de estoque para restaurantes:

  1. Equilibre preço e qualidade ao determinar o seu fornecedor.

  2. Verifique se o fornecedor possui todas as certificações que o produto necessita.

  3. Visite o fornecedor para verificar a limpeza do local, a capacidade de produção e se os controles são efetivos.

  4. Seja criterioso no recebimento dos produtos, especialmente se o fornecedor for novo.

  5. Faça inventário dos itens principais diariamente e de todo o estoque semanalmente.

  6. Certifique-se que o produto está armazenado em um local adequado.

  7. Garanta que a temperatura de cada local esteja conforme os padrões.

  8. Crie um controle e acompanhe o desperdício, a perda e o lixo.

A gestão de estoque em um restaurante exige muita atenção, pois os produtos têm validades e precisam ser de alta qualidade. Mas, seguindo as dicas neste artigo, você conseguirá controlar o seu estoque e garantir a melhor experiência para o seu consumidor, reduzir desperdícios e aumentar a sua lucratividade.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre este e outros assuntos? Então, nos acompanhe nas redes sociais. Estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Gestão

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend