Conecte-se conosco

Decoração

Veja porque escolher a mobília do restaurante de acordo com o seu público

Em um restaurante há três elementos que interagem diretamente com o público: a comida, o atendimento e a infraestrutura. A harmonia entre esses itens é o que proporcionará uma experiência positiva para o cliente — por mais que a comida, muitas vezes, pareça o fator principal desse conjunto. Dessa maneira, saber escolher as mesas e cadeiras para restaurantes torna-se uma tarefa essencial para o sucesso do estabelecimento.

Isso porque, aqui, é necessário levar uma série de aspectos em consideração, a começar pelo tipo de público que frequenta o ambiente. Trata-se de um pessoal mais formal, semi formal ou informal? De qual faixa etária e classe econômica? É extremamente importante transmitir, por meio da ambientação e do design dos móveis, o posicionamento da marca que tenha aderência ao perfil do público-alvo.

Pensando nisso, para ajudá-lo a não errar nesse momento, listamos tudo o que deve ser considerado na hora de comprar as mesas e cadeiras para restaurante. Confira!

1. Tipos de modelos

Como já mencionamos, o primeiro passo para comprar a mobília do seu restaurante é definir o tipo de público que frequenta ou frequentará o espaço. A partir dessa definição, será possível estabelecer o estilo e a impressão visual que o estabelecimento deve causar nos consumidores.

Essa questão é muito importante, já que cadeiras e mesas formais demais poderão assustar novos consumidores, enquanto modelos muito informais podem prejudicar a proposta de valor do cardápio oferecido.

Abaixo, separamos algumas dicas para te auxiliar a definir o design e a ambientação mais adequada de acordo com o perfil de seus consumidores:

Modelos convencionais

Cadeiras e mesas de design convencional são mais indicadas para restaurantes, lanchonetes, bares e demais estabelecimentos que possuem um giro rápido de clientes e picos de demanda em uma determinada hora do dia.

Isso porque, sobretudo em estabelecimentos que trabalham com pratos rápidos e fast-food, o público geralmente deseja realizar refeições rápidas, preferindo praticidade em vez de sofisticação.

Além disso, é necessário pensar na funcionalidade e na operação do estabelecimento. Em lanchonetes e restaurantes de giro rápido, por exemplo, é preferível a utilização de mesas menores, já que as refeições tendem a serem mais simples.

Por fim, é essencial que a mobília também seja pensada de acordo com o espaço físico do ambiente. A ideia é oferecer conforto e passar, por meio da decoração e seus elementos, os valores e a essência do negócio.

Modelos sofisticados

Os modelos mais sofisticados são indicados para os estabelecimentos mais finos. Restaurantes com esse perfil atendem clientes requintados e exigentes e, por isso, o investimento em cadeiras e mesas elegantes é fundamental para proporcionar ao público em questão a experiência desejada.

Como serão servidas refeições mais elaboradas, com uso de diversos recipientes, as mesas deverão contar com uma superfície ampla para que o cliente se acomode com mais conforto. Dessa maneira, será possível distribuir de maneira assertiva os utensílios e taças pela mesa.

Além disso, já que o perfil do público possui um maior poder aquisitivo, será indispensável investir em materiais de qualidade para aumentar a percepção de valor e destacar o seu estabelecimento da concorrência. Cadeiras e mesas para restaurantes com dimensões maiores ocupam mais espaço, mas proporcionam maior conforto.

2. Cores e materiais

As cores e materiais da mobília influenciarão a percepção do cliente sobre o estabelecimento. Por isso, é preciso que elas reflitam o seu branding e conversem com toda a decoração do restaurante — essa caracterização fará com que o negócio assuma sua própria identidade, seja ela formal, semi informal ou mais sofisticada.

Cores mais animadas costumam ser indicadas para o público jovem e mais despojado, principalmente se o restaurante for especializado em refeições rápidas. Para atender um público mais requintado, a dica é utilizar cores mais sóbrias e tons clássicos para não perder a elegância.

3. Bases das mesas e cadeiras para restaurantes

É muito comum encontrar mesas com bases bonitas e modernas mas que, no final, não são práticas e apresentam instabilidade para as pessoas. Por isso, invista  em bases que proporcionam bom apoio e firmeza, de modo a passar uma sensação de segurança para os consumidores.

A estabilidade dos móveis é especialmente importante para os clientes mais idosos, que se sentirão mais seguros ao comerem em cadeiras e mesas com bases mais firmes.

Já as cadeiras com braços são recomendadas para restaurantes onde as refeições são demoradas — como nos estabelecimentos de luxo. No entanto, é preciso ter cuidado com modelos estreitos, principalmente para atender o público que possui um perfil de peso acima da média.

4. Espaço e medidas dos móveis

O tipo de serviço oferecido no restaurante também é um dos critérios considerados no momento de escolher as cadeiras e mesas para restaurante. Para realizar uma refeição de maneira confortável, o consumidor precisa de, no mínimo, uma mesa que possua 60 cm de largura e 35 cm de profundidade, a depender do cardápio e dos serviços oferecidos.

Para esse fim, é necessário verificar primeiramente o espaço que os pratos, talheres e demais utensílios ocuparão na mesa. Somente a partir desse passo, será possível ter uma ideia das medidas que os mobiliários deverão possuir para atender os requisitos do restaurante.

Assim como apontamos no início do artigo, para os estabelecimentos que oferecem refeições rápidas e que possuem um fluxo rápido de clientes, a dica é investir em mesas menores e práticas.

Já para os restaurantes de luxo, onde todo o processo de refeição — entrada, prato principal e sobremesa — costuma ser mais demorado, o conforto deverá ser priorizado. Nesse caso, a superfície das mesas e o material da mobília precisarão ser escolhidos com cuidado, uma vez que esse público tende a ser mais exigente com essas questões.

Como você pode perceber, para não errar na escolha das mesas e cadeiras para restaurantes, o empresário deve estabelecer a harmonia entre branding, cardápio, mobília e ambientação, tendo sempre em mente o público que frequenta o local e o diferencial a ser oferecido para atrair mais clientes.

Se você gostou do post de hoje, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber nossas atualizações diretamente em sua caixa de e-mails!

 

cadeiras para restaurante

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Decoração

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend