Connect with us

Decoração

Como escolher os móveis para praça de alimentação de shopping?

Segundo dados da Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers), o tráfego mensal de pessoas nos shopping centers do país é superior a 463 milhões. Esses números revelam um mercado promissor para bares e restaurantes e, consequentemente, demonstram a importância da escolha de móveis para praça de alimentação.

Por isso, entrevistamos o arquiteto Jayme Lago, do escritório de arquitetura Jayme Lago Mestieri Arquitetura Desenho, um dos maiores nomes da arquitetura de shopping centers e centros comerciais do país, além de desenvolver projetos para redes e franquias. Ele compartilhou dicas e informações valiosas sobre a escolha dos móveis para praça de alimentação de shopping.

Vale lembrar que, quando o assunto é mobiliário, é preciso observar necessidades específicas desses locais. Aliás, montar uma praça de alimentação acolhedora, bonita, confortável e humanizada pode ser um grande desafio. Continue a leitura e conheça os critérios adotados na escolha dos melhores móveis para esse ambiente.

Quais os desafios na elaboração de um projeto para praça de alimentação?

Para iniciar a entrevista, perguntamos ao arquiteto sobre os principais desafios enfrentados durante a elaboração de um projeto arquitetônico para uma praça de alimentação. Afinal, esse é um espaço essencial para os restaurantes de shoppings  e precisa ser atrativo e usual.

Jayme Lago destaca que “a praça, por atender diversos lojistas e unidades de alimentação,  é um projeto de grande proporção. Por conta disso, a maior preocupação é humanizar um ambiente grande para que ele não se torne um refeitório ou algo impessoal. ”Para o arquiteto, “é preciso usar opções de assento e de salões para atender um grande espaço e trabalhar com a diversificação do layout. Deixaremos o layout rico e pessoal, com várias sub-praças”.

Quais móveis compõem uma praça de alimentação?

Afinal, quais os móveis essenciais para uma praça de alimentação? O fluxo de pessoas nesses locais é sempre intenso e, além do design, é necessário garantir que as pessoas se sintam confortáveis ao se alimentarem.

Há várias opções de mobiliário à disposição dos empresários, mas algumas se destacam, como:

  • mesas;
  • cadeiras;
  • assentos corridos;
  • sofás;
  • mesas de bistrô;
  • mesas altas.

De acordo com o arquiteto, as mesas, em sua maioria, precisam ser fixas para que seja possível separá-las no local com uma boa distância uma das outras, mas que também sejam usuais para grandes grupos de pessoas. Além disso, é possível distribuir cadeiras avulsas, sofás e mesas altas para facilitar refeições rápidas. Sem  esquecer, é claro, de elementos de paisagismo, como canteiros e pontos de mídia distribuídos pelo local.

O que avaliar ao escolher os móveis para praça de alimentação de shopping?

A praça de alimentação deve ser um ambiente otimizado. É importante fazer um estudo para que não faltem ou sobrem assentos, garantindo que os diversos perfis de clientes sejam atendidos pela estrutura do local.

Em outras palavras, os móveis precisam atender ao cliente que chega para se alimentar sozinho, ao grupo de amigos, ao casal e às crianças.

Segundo Jayme, “é preciso gerar uma subfamília de produtos de assentos e mesa, por exemplo: uma mesa para grupos, uma mesa para família, outra para casal, um sofá, alguns tipos de banquetas altas e cadeiras normais, para atender a diversificação necessária para o espaço e para que ele fique rico e harmônico”.

Além dessa análise inicial, a escolha do mobiliário requer atenção a certos detalhes, como:

  • material dos móveis;
  • dimensões dos itens escolhidos;
  • espaço físico disponível.

Sobre o material, é interessante pensar na necessidade de reposições em razão de vandalismos e desgaste dos móveis. O arquiteto dá a dica: “dê preferência a produtos sintéticos e não naturais, já que os naturais sofrem mais com a ação do tempo e de vandalismo, e opte por cadeiras que sejam de fácil manutenção e movimentação e por mesas fixas”.

Outra dica valiosa: para que a manutenção não fique à mercê de manchas ou falta de limpeza, o que acaba depreciando o material, é preferível adquirir produtos de fácil manuseio. Por fim, apostar em itens desmontáveis, pode facilitar, caso haja a necessidade de manutenção, como por exemplo, mesas com tampos removíveis  — você pode trocar o tampo sem precisar trocar o pé.

Como definir a quantidade ideal de lugares para a praça de alimentação?

A definição da quantidade ideal de lugares para uma praça de alimentação é vital para o atendimento ao cliente e proporciona às empresas condições de atender todo o público que circula no local de maneira confortável e com qualidade.

Esse planejamento é de responsabilidade do restaurante. Jayme afirma que “normalmente, cada empresa que utiliza a praça de alimentação tem um ticket para atender sua demanda de locação e de negócio”.

O faturamento é proporcional ao preço da refeição vezes a quantidade de pessoas atendidas no período de um dia. Por isso, “como regra básica desse tipo de mercado, é prudente contar com 55 a 60 lugares para cada unidade simples de alimentação”, conforme a disponibilidade física do local — o que suporta um atendimento por minuto durante três horas.

Como escolher um fornecedor de móveis de qualidade?

O fornecedor de móveis para praça de alimentação é um parceiro fundamental para as empresas que dependem desse ambiente para atender seus clientes. Por isso, é necessário que seja feita uma seleção criteriosa.

Quando questionado sobre a seleção do fornecedor, Jayme explica que “devemos pensar em alguns critérios, como a saúde econômica, para não depender do giro das vendas e no pós-venda. Além disso, o fornecedor precisa ter um centro de produção de novas peças e produtos para acompanhar as tendências. Mobiliários são muito dinâmicos então precisamos prestar atenção nisso, e os fornecedores que possuem centro de pesquisa e desenvolvimento saem na frente nesse quesito.”

Conforme mencionado, os itens utilizados nesses ambientes têm características específicas e um bom fornecedor deve ser capaz de fabricar móveis que sejam coerentes com a proposta. Confira outros  aspectos a serem avaliados!

Qualidade do produto

A qualidade do produto é um  aspecto que deve ser analisado com atenção. Opte por empresas que forneçam garantia para os móveis e que trabalhem com materiais de boa procedência. Isso evita transtornos e prejuízos.

Experiência de mercado

Pelas características do ambiente e grande fluxo de clientes, é importante que o fornecedor seja de confiança e tenha experiência em produzir móveis para esse mercado. Esse aspecto garante a entrega de um item adequado às suas necessidades e capaz de proporcionar uma experiência satisfatória aos seus clientes.

Design dos móveis

O design não pode ser ignorado, não é mesmo? Móveis bonitos e modernos fazem toda a diferença para uma praça de alimentação. Afinal, seus clientes gostarão de se alimentar em um local aconchegante e bonito e não em um refeitório qualquer.

Prazo de entrega

Ser capaz de entregar os móveis dentro do prazo previsto em seu planejamento é uma premissa básica para a contratação da empresa fornecedora. Afinal, sem essa garantia, o projeto sofre atrasos e os bares e restaurantes perdem faturamento.

Quais as tendências dos projetos para praça de alimentação?

O mundo está mudando e é natural que os projetos arquitetônicos acompanhem esse movimento que já é percebido em diversos setores e, inclusive, no comportamento do consumidor.

Para Jayme, no que se refere aos projetos para praças de alimentação, a tendência é proporcionar a ideia de liberdade: “Vamos nos libertar de uma praça… não haverá tanta preocupação de visualização, ou seja, de ter todo o espaço aberto”.

Além disso, ele destaca que “devemos ter uma ambientação mais próxima de um restaurante, com foco em qualidade e uma menor atenção apenas à produtividade”.

Escolher móveis para praça de alimentação de shopping é uma das decisões mais estratégicas para o sucesso dos negócios que dependem desse ambiente para atender aos seus clientes. No entanto, isso depende de boas análises e da escolha de um fornecedor de qualidade e experiência reconhecida.

Agora que você conferiu as dicas e informações apresentadas e já conhece os requisitos para se fazer uma escolha de móveis inteligente, é hora de ir em busca do mobiliário que melhor se encaixa ao seu projeto e ao perfil de seus consumidores.

A Franco Bachot tem uma linha de móveis para praça de alimentação de shopping. Quer conhecê-la melhor? Entre em contato agora mesmo com a empresa!

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Facebook

More in Decoração

Send this to a friend