Conecte-se conosco

Gastronomia

O que os melhores restaurantes italianos têm em comum?

Engana-se quem pensa que na Itália só se come macarrão. Na verdade, essa iguaria nem é o prato principal das refeições do país localizado no centro-sul da Europa. Se você quer ser um empresário bem-sucedido no setor alimentício, deve prestar atenção à cultura gastronômica local e aos padrões dos melhores restaurantes italianos para atrair os adeptos dessa culinária!

Neste post, você conhecerá dicas valiosas para agradar até aos paladares mais exigentes e mostrar que você sabe o que está fazendo. Acompanhe!

Quais são as principais características da comida italiana?

A refeição na Itália é composta por “antepasto”, o equivalente ao nosso aperitivo, “primo” (primeiro prato), que é a massa ou uma sopa e “segundo”, que normalmente é uma carne, peixe ou alguma variedade de queijo. Esse último vem acompanhado de salada ou de legumes cozidos.

Também é servida uma sobremesa, além de uma fruta ou queijo, e, finalmente, o café. Nas refeições mais rápidas, porém, os italianos optam por apenas duas dessas opções. Conheça algumas peculiaridades da cozinha mediterrânea e insira seu estabelecimento entre os mais procurados da categoria!

Salada

No Brasil, a salada é servida antes do prato principal, enquanto na Itália ela o acompanha, isto é, é servida junto com a carne, peixe ou queijo.

Pão

Os italianos consomem o pão (com presunto, queijo ou salame) durante o antepasto ou com o primeiro prato para limpar a louça com o molho de macarrão. Diferentemente do que ocorre no Brasil, no qual é servido antes das refeições, para comer com manteiga ou azeite, como aperitivo.

Frutos do mar

Na Itália, não se mistura carne e pratos com frutos do mar. Também é proibido polvilhar os frutos do mar com queijo ralado, mesmo que seja um prato de massa.

Pizza

Nas grandes cidades da Itália, as pizzas podem ser compradas em pedaços e consumidas com as mãos enquanto caminha-se pela rua. Mas, nos restaurantes, são consumidas com garfo e faca. Geralmente são acompanhadas de cervejas ou refrigerantes em vez de vinho.

As pizzas de “pepperoni” também são bastante comuns naquela região e são cobertas de pimentões e não de salame picante, como é feito nos Estados Unidos.

Bebidas

Normalmente, apenas água mineral engarrafada e vinho são servidos durante as refeições. Na Itália não é hábito beber água filtrada, apenas engarrafada. Refrigerantes e cervejas são mais utilizadas para acompanhar pizza.

Depois do jantar, os italianos costumam tomar café ou uma bebida digestiva, que pode ser uma “grappa”, um “amaro” ou uma taça de “limoncello” ou “nocino”.

O que os restaurantes de sucesso têm em comum?

Os melhores restaurantes italianos apostam em ingredientes frescos, receitas tradicionais e aquele tempero especial. Também valorizam a decoração e os móveis do ambiente para remeterem os frequentadores à Itália, é claro!

Variedade de massas

O bairro do Bixiga, em São Paulo, é um pedacinho da Itália no Brasil, com as melhores cantinas da cidade. Uma das opções oferecidas na região é o rodízio de massas, um grande diferencial para atender aos clientes que ficam na dúvida entre comer um capeletti ou um nhoque. Assim, é possível saborear, em uma só refeição, todos os melhores pratos da culinária italiana.

Outra atração dos restaurantes do local é a decoração, desenvolvida com as cores da Itália e varais napolitanos.

Menu clássico e autoral

Carnes com cortes selecionados fazem parte de um cardápio amplo com opções para todos os gostos. Clássico do norte da Itália, o ossobuco acompanhado de risoto de açafrão é uma das opções servidas em um restaurante anexado a um hotel, em São Paulo.

Unir tradição e modernidade em um prato autoral: tagliolini fresco de produção própria cozido com perfeição e banhado em uma bolonhesa de lagosta em cubinhos espalhados por um molho de tomate com espuma emulsionada a partir de azeite aromatizado de trufas, acrescida de calda de crustáceo grelhada. Esta é a receita do chef do restaurante de um hotel brilhante na região dos Jardins, em São Paulo.

A culinária antenada de outro restaurante, por sua vez, é retratada em um prato como pici ao molho de calabresa e feijão branco levemente picante devido à adição de peperoncino. Outra gostosura que integra o menu é o semifredo de amendoim com farofinha crocante de bacon banhado em cacau e calda de Campari.

Imagine a satisfação da sua clientela ao poderem degustar camarões feitos na lenha sobre folhas de rúcula acompanhados de salada com gomos de laranja! Já no melhor restaurante italiano pelo Guia Comer e Beber 2018/2019 é possível, por exemplo, saborear o nhoque recheado de ossobuco ao vinho branco e ervas. Entre as opções à la carte e degustações, encontra-se também a combinação vegetariana de abóbora com creme de nozes e berinjela.

Sobremesas

O tiramisù é a sobremesa mais apreciada deste tipo de cozinha. Ela é encontrada em diversos estabelecimentos deste segmento, desde os mais sofisticados até os mais despretensiosos.

Contudo, ela não é a única opção para encerrar a refeição com chave de ouro. Bastante democrático, o cardápio revela opções como a torta de limão com merengue e o babà al limoncello (bolinho embebido em calda de especiarias e regado de licor de limão), além de sobremesas mais convencionais como arroz doce, petit gâteau e torta mousse de chocolate, por exemplo.

Ambientação

Outra preocupação dos proprietários de restaurantes italianos é a decoração do local. Afinal, o ambiente precisa remeter à cultura do país da bota, certo?

O verde e o vermelho predominam na maior parte dos estabelecimentos desta gastronomia. Entretanto, nada o impede de compor um ambiente diferenciado com a ajuda do mobiliário. Ou seja, mesas e cadeiras cujo layout favoreça a sensação de bem-estar dos frequentadores. Portanto, invista em ambientes charmosos e cheios de detalhes encantadores, que vão desde os móveis até a escolha da louça.

Além disso, um jardim iluminado, representa um convite para abrir um bom vinho e bater papo com os amigos, como ocorre na Itália, onde as pessoas não têm pressa para comer e podem levar horas para almoçar ou jantar, sem jamais serem apressados para liberar a mesa.

Por fim, disponha de uma boa carta de vinhos, pois beber e comer bem são prazeres da vida que ninguém deve abrir mão e que os melhores restaurantes italianos simplesmente precisam oferecer!

E aí, gostou deste post? Que tal conferir as melhores dicas de decoração para restaurante italiano e oferecer uma experiência gastronômica ainda mais memorável para o seu cliente?

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Gastronomia

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend