Conecte-se conosco

Decoração

Ambientação de restaurantes: descubra como superar a concorrência!

A função básica de um restaurante é servir refeições. Porém, seu sucesso depende de muito mais do que isso. Os clientes devem se sentir acolhidos, em um ambiente agradável e que proporcione bem-estar.

Oferecer uma comida de qualidade é o mínimo — um bom restaurante também deve possuir um espaço aconchegante e uma decoração caprichada. A experiência sensorial dentro do seu estabelecimento pode atrair e reter clientes.

E é por isso que a ambientação de restaurantes é um assunto tão importante e que pode ser a chave para que seu negócio se destaque perante a concorrência.

Se deseja descobrir como superar a concorrência por meio da ambientação de restaurantes, continue lendo o artigo que preparamos para você!

Iluminação

A iluminação faz o ambiente. A luz é um dos principais condutores das sensações e comportamentos humanos. Em um restaurante não é diferente: a iluminação pode afetar o tempo de permanência do cliente no local e até mesmo a degustação dos pratos.

Sendo assim, é fundamental elaborar um projeto luminotécnico. Ele é responsável por alinhar a luz natural e a artificial, pensando em todo o ambiente de forma conjunta e traçando estratégias para valorizar a decoração e ainda economizar energia.

Quando realizado da forma correta, proporciona bem-estar e conforto aos seus clientes. Por isso, o recomendado é pensá-lo de acordo com seu público, o estilo e personalidade do negócio, sua especialidade culinária e também o seu tipo.

Por exemplo, em restaurantes self-service, os protagonistas são os pratos oferecidos. Então, a iluminação deve ser focada neles e mesclar lâmpadas de cores frias e de cores quentes, para valorizar todos os tons de alimentos.

No caso dos restaurantes com serviço à la carte, é importante priorizar o conforto e o relaxamento, incentivando uma degustação mais demorada dos pratos. Por isso, a iluminação é mais complexa, sendo amena em alguns pontos e intensa em outros.

Os fast foods, por sua vez, são conhecidos por sua alta rotatividade. Ao contrário do anterior, a luz deve ser intensa e de cor fria, para que os clientes estejam sempre em alerta.

Portanto, o projeto luminotécnico ideal para a ambientação de restaurantes é aquele personalizado, que alia beleza e funcionalidade, permitindo uma experiência positiva com a marca.

Acústica

O tratamento acústico é outro ponto da ambientação de restaurantes que merece atenção. Isso porque um restaurante pode ser bastante barulhento — pratos, copos, talheres, conversas, carros na rua etc. Todos esses ruídos podem gerar desconforto nos consumidores.

Sem um bom tratamento acústico, o som interno ecoa nas superfícies, gerando uma reverberação excessiva. Dessa forma, os clientes passam a conversar com um tom de voz mais alto para que possam ser ouvidas, o que já é desconfortável.

Para piorar a situação, alguns restaurantes tentam disfarçar o problema, colocando músicas altas, o que torna o ambiente ainda mais intolerável.

Portanto, deve-se investir em um tratamento acústico adequado para que o ambiente seja agradável, com músicas em volume confortável e conversas mais tranquilas.

Além disso, é recomendado pensar também no isolamento acústico do salão. Assim, os sons da rua e da cozinha deixam de incomodar a clientela. Geralmente, são utilizadas placas de PVC ou gesso intercaladas por vidro, chumbo ou lã mineral.

Outro material bastante utilizado é a espuma acústica — seu preço é baixo e a instalação é simples. Quadros na parede também podem abafar o som. Deslisadores de borracha nos pés das cadeiras e reguladores plásticos nos pés das mesas evitam o som de atrito com o chão, que pode ser desagradável.

Pratos

É claro, a comida deve ser saborosa e de qualidade. Mas apenas isso não basta. É preciso fazer com que seu prato desperte o apetite do cliente só com sua aparência. A famosa expressão “comer com os olhos” deve ser uma das maiores preocupações de um restaurante.

Pratos atrativos são aqueles com uma aparência agradável, de acordo com seu público e o posicionamento da marca. Por exemplo, se o público for o infantil, é interessante apostar em cores vibrantes, formatos e texturas diferentes.

Já no caso do estabelecimento servir comidas mais refinadas, as porções devem ser menores e a disposição de elementos no prato mais sofisticada. Se for um restaurante de comida caipira, as porções podem ser mais generosas e com uma cara mais caseira.

A visão é um dos primeiros sentidos a ser despertado, portanto a intenção é fazer com que esse primeiro contato seja extremamente positivo.

Mobiliário

Por fim, o mobiliário. Essa é uma das peças principais da ambientação de restaurantes. Uma escolha correta garante o bom uso do espaço, um visual mais atraente e mais conforto para os clientes.

Em geral, as pessoas passam um tempo considerável nos restaurantes. Portanto, os móveis precisam ser confortáveis.

Deve-se tomar cuidado com os pés das mesas, evitando que elas fiquem bambas. As cadeiras devem possuir encostos, preferencialmente anatômicos ou macios. As mesas e cadeiras que se encaixam perfeitamente e têm alturas equilibradas são ideais para acomodar a clientela da melhor maneira.

Outro ponto fundamental é o aproveitamento dos recursos. A capacidade do restaurante, o espaço disponível e até mesmo o cardápio oferecido devem ser considerados no momento de escolher o mobiliário ideal.

Por exemplo, em fast foods as mesas não precisam ser muito espaçosas, pois as refeições geralmente são mais simples e cabem em bandejas. Já nos restaurantes à la carte, o caso é o contrário, pois exige mais espaço para acomodar todos os utensílios, além das guarnições.

O mobiliário perfeito, além da sua funcionalidade, é escolhido também pela questão estética. Escolha as cores, formas e materiais levando em conta o perfil do público e o posicionamento da marca. Esses fatores são fundamentais para um visual atrativo e autêntico, que desperta o interesse dos clientes.

Aposte na coerência do mobiliário com o resto do ambiente, visando uma aparência harmoniosa. O seu restaurante deve ter uma marca própria e se diferenciar da concorrência.

A ambientação de restaurantes exerce grande influência na experiência do cliente com a marca. Desde a degustação dos pratos até o tempo de permanência no local, um restaurante que segue a lógica de ambientação consegue garantir mais satisfação e, consequentemente, um maior faturamento.

Garantir o bem-estar de seus consumidores é fazer com que eles retornem ao seu estabelecimento e desenvolvam uma relação de fidelidade com a marca.

E agora, já sabe como utilizar a ambientação de restaurantes para superar a concorrência? Para conferir mais artigos como esse, assine nossa newsletter!

cadeiras para restaurante

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Decoração

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend