Conecte-se conosco

Decoração

Comunicação visual: como o ambiente do restaurante afeta a experiência do cliente?

Se você está pensando em abrir um restaurante ou se já tem um e quer promover melhorias no seu empreendimento, a comunicação visual do ambiente também precisa ser levada em conta.

Um bom cardápio e o atendimento de qualidade são características essenciais. Mas para os clientes se sentirem bem, o local também precisa ser agradável.

O primeiro contato que uma pessoa tem ao entrar em um restaurante é uma visão geral do ambiente. E essa impressão inicial diz muito sobre como vai ser toda a experiência do cliente no estabelecimento.

Importância da comunicação visual

Os aspectos funcionais e estéticos da decoração do ambiente interferem muito na percepção de qualidade por parte do cliente. Os móveis, a iluminação e todas as características visuais do restaurante influenciam diretamente no bem-estar e na comodidade de quem o frequenta.

Hoje em dia, como o público consumidor está cada vez mais exigente, oferecer somente bons preços, serviços e comida de qualidade não é garantia de sucesso.

O impacto visual e a funcionalidade de seu restaurante estão diretamente relacionados à forma como a experiência no local será lembrada pelos clientes.

Criação da identidade visual

A criação da identidade visual de seu restaurante não é uma tarefa tão simples. Mas pode ter certeza de que o investimento de tempo e recursos vai valer a pena. A identidade visual inclui tanto a logo quanto a decoração interna do local.

O ponto mais importante é conseguir transmitir os valores e a temática do restaurante na identidade visual. Quando uma pessoa olhar para o seu estabelecimento, ela tem que se sentir bem e saber minimamente que tipo de serviço a espera. E isso vale desde a sinalização interna à disposição dos móveis.

Dicas para o seu cliente ter a melhor experiência

É claro que você quer que os clientes tenham uma experiência inesquecível e voltem sempre ao seu restaurante, não é?

Se a equipe de garçons já está treinada e o cardápio é atraente, agora é a hora de pensar em organização, funcionalidade e estética do ambiente.

Para ajudar nessa missão, vamos listar alguns pontos aos quais você deve se atentar. Vamos lá!

1. Dê visibilidade ao cardápio do dia

Uma das coisas mais desagradáveis é entrar em um restaurante e não saber o que esperar. Saber se o preço é condizente com o que está disposta a pagar ou se a comida a agrada é essencial para que uma pessoa tome a sua decisão antes de entrar, ou não, em um estabelecimento.

E existem várias maneiras de informá-la com antecedência: cavaletes ao lado de fora, quadros escritos a giz, totens, dentre outros. É só você escolher a estratégia que mais combina com o seu restaurante.

Além disso, disponibilizar esse tipo de informação também agiliza o atendimento e melhora a experiência do cliente.

2. Destaque as informações importantes

Onde são os banheiros, qual a senha do Wi-Fi e quais os tipos de pagamento são aceitos no seu restaurante… Todas essas são informações importantes que devem estar bem claras para os clientes.

A maior parte das pessoas não gosta de ficar o tempo todo perguntando ao garçom informações básicas como essas. Uma possibilidade é colocar placas, que podem até se tornar elementos de decoração, espalhadas pelo estabelecimento.

No caso das formas de pagamento, o ideal é que o cliente já conheça as opções antes mesmo de entrar no restaurante. Ou seja, o ideal é que você coloque essa informação do lado de fora.

3. Personalize os seus acessórios

Fazer com que o cliente estabeleça uma relação afetiva com o seu restaurante é uma das etapas principais para fidelizá-lo. E uma estratégia que pode ser utilizada para que isso aconteça é a personalização dos acessórios do seu estabelecimento.

Jogos americanos, suportes para a entrega da conta ao cliente, porta-copos, talheres e pratos com características próprias do seu restaurante contribuem para que os visitantes se identifiquem e criem uma relação com o local.

Tudo isso faz com que o consumidor reconheça a sua marca de longe. E se tiver criado uma relação afetiva com a identidade do empreendimento, o cliente vai optar mais facilmente por ir ao seu restaurante, e não a outros locais.

4. Considere a funcionalidade dos móveis

Uma das melhores coisas para o cliente é se sentir livre para circular no ambiente e perceber que toda a organização do restaurante contribui para isso.

Mesas muito próximas umas nas outras, pouco espaço para as pessoas circularem e um ambiente confuso devem ser evitados.

Se o seu restaurante é self-service, a boa organização dos móveis é ainda mais importante. Afinal, nesse tipo de serviço, as pessoas circulam o tempo todo para se servir. E trombar em garçons e em outros clientes é muito inconveniente, não é mesmo?

Então, tenha em mente: a estética dos móveis é importante, mas a funcionalidade nunca deve ser deixada de lado.

5. Preocupe-se com a acessibilidade

Mesmo com a acessibilidade sendo cada vez mais pautada, muitos restaurantes ainda pecam por não pensar nas pessoas com necessidades especiais de locomoção e nos idosos. E saiba que não é tão difícil deixar o restaurante acessível a todos.

Indicação de rampas de acesso, de mesas mais tranquilas para uma pessoa com deficiência se locomover e do trajeto para os banheiros com barras são pequenos exemplos de como a comunicação visual pode contribuir para um bom atendimento a esse público.

Como a maior parte dos restaurantes não se atenta para tal questão, tomar cuidado com esse ponto dará destaque à sua casa, que poderá se tornar a preferida entre as pessoas que necessitam de acessibilidade e os seus amigos e familiares.

6. Pense estrategicamente na decoração

Uma decoração adequada também está diretamente relaciona à experiência positiva que os clientes terão em seu restaurante.

Além de trazer beleza ao local, a decoração deve dialogar com os objetivos de seu estabelecimento. No caso de restaurantes a la carte, em que há tempo de espera para o preparo dos alimentos, ou em restaurantes mais sofisticados, por exemplo, o ambiente deve oferecer mais conforto e transmitir tranquilidade.

Mas se sua lanchonete tem uma rotatividade grande de clientes e isso te favorece, o ideal é utilizar uma decoração mais marcante, com cores vivas, que estimule uma menor permanência no local.

De qualquer forma, tenha em mente que decoração também é uma estratégia de comunicação visual. Adesivos, quadros, jogos americanos, cores, móveis e talheres dizem muito sobre o que o restaurante quer proporcionar a seus clientes.

Por isso, todos os elementos que compõem o seu estabelecimento devem estar em harmonia e tornar o local o mais atraente possível.

7. Planeje a iluminação com cuidado

A luz é extremamente importante para organizar a experiência das pessoas em um ambiente. Ela provoca sensações, impressões e conduz o comportamento e os olhares. Por isso, você deve pensar na iluminação tendo em mente que tipo de sensações deseja proporcionar aos seus clientes.

As luzes devem ser direcionadas para o que interessa. Em buffets self-service, por exemplo, as opções de comida precisam estar bem iluminadas. Colocar pontos focais de luz onde o buffet estiver é essencial.

No caso de um restaurante à la carte, a iluminação pode ser mais amena, com pontos focais de luz em artigos da decoração, por exemplo. De toda forma, a iluminação sempre deve proporcionar tranquilidade e a sensação de relaxamento.

Gostou das nossas dicas sobre como planejar a comunicação visual de seu restaurante? O importante é garantir, além de uma boa estética, a funcionalidade. Desse modo, é possível proporcionar as melhores experiências aos seus clientes.

Para receber mais conteúdos como este, assine já a nossa newsletter!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Facebook

Mais em Decoração

Copyright © 2017 Servir com Requinte • Franco Bachot Móveis . Desenvolvido por Agência YoOu.

Send this to a friend